Árvores altas

Raquel Veggi Moreira

Titular

Pós doutora (2021) em Direito Civil e Processual Civil pela Universidade Federal do Espírito Santo (UFES). Doutora (2020) e Mestre (2016) em Cognição e Linguagem (pesquisa interdisciplinar em Direito e Filosofia-Bioética) pela Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF). Possui Pós-graduação "lato sensu" em Direito de Família e Mediação de Conflitos, pela Universidade Cândido Mendes (UCAM, 2019); em Planejamento, Implementação e Gestão de Educação à Distância - PIGEAD - pela Universidade Federal Fluminense (UFF, 2017) e em Direito Civil pela Universidade Cândido Mendes (UCAM, 2008); graduação em Direito pela Universidade Iguaçu (2006). Autora da obra: Maternidade em (re)construção: implicações filosófico-bioético-jurídicas da gestação de substituição (Ed. Autografia, 2018). Co-organizadora da obra: O Transtorno do Espectro Autista (TEA) em estudos transdisciplinares (Ed. Brasil Multicultural, 2019). Membro da Asociación Argentina de Bioética Jurídica da Universidad Nacional de La Plata (UNLP). Membro do Grupo de Pesquisa "Bioética e Dignidade Humana". Advogada e assessora jurídica. Teve obra que participou em coautoria citada no site da biblioteca do Senado Federal - "Ortotanásia: Bioética, Biodireito, Medicina e Direitos da Personalidade". Teve resenha do livro "Mistanásia: a 'morte miserável'" que participou em coautoria, publicada no site da revista internacional Recensioni Filosofiche. Participou como avaliadora de banners (mestrado), na da 17ª Mostra de Pós-graduação da UENF. Possui experiência como professora assistente na Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro (UENF) com as disciplinas: "Bioética: questões atuais e problemas contemporâneos" e "Tópicos Especiais: leituras em filosofia e história da ciência no contexto interdisciplinar". Já atuou como conciliadora - cível e criminal - Juizado Especial (TJMG). Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Civil, e na de Bioética. (Texto informado pelo autor)